• Tiago Rodrigues Benedetti

A tragédia do (bom) estudante



Estudar é um investimento. Envolve tempo, energia, recursos e, por vezes, alguns sacrifícios. E como todo investimento, existe uma possibilidade de retorno mas também um risco de poucos resultados ou até de de prejuízos. Sendo assim, quando o estudo pode ser uma tragédia? Te digo por experiência, como professor há mais de uma década, que essa tragédia é bem comum. Vou te contar...


A tragédia do estudante é o resultado negativo daquele que realmente e sinceramente se esforçou. Acontece muito. Estudantes gastam dinheiro com material didático, ferramentas de estudo, cadernos e canetas, cursos restritos e caros... dedicam tempo, energia e deixam de lado muitas coisas relevantes - vida social, lazer e atividade física. Apesar de tudo isso, seguem firme na rotina de estudo motivados por um desejo maior - provas, vestibulares, concursos, desenvolvimento pessoal - cada estudante tem seu motivo para estudar.


E é bem aí que mora a tragédia. Tanto investimento, tanto tempo e tanta energia para NADA. Não passam, não conseguem, não aprendem. Claro que este 'nada' é muito relativo, afinal, todo mundo aproveita alguma coisa e aprende alguma coisa do que estuda. Mas não estamos aqui para falar de alguma coisa ou de algum mínimo retorno. A tragédia é que muitos estudantes estudam errado, investem errado, leem errado e depois de tanto tempo, quase não percebem retorno. Mas não porque não tentaram, e sim porque tentaram ERRADO. Esta é a tragédia... é o estudante que estuda, mas estuda errado.


E o que vem depois? Depois de tanto tempo e de tanta energia investidos em estudos sem retorno, o que acontece? Acontece a angústia e a sensação de amargor que faz o estudante não gostar de estudar. E quem não gosta de estudar... quantas oportunidades perdidas, não é mesmo?


A tragédia está aí... uma pessoa que tinha vontade, tinha garra, tinha real interesse mas perdeu tudo isso por falta de orientação, por falta de instrução. Estudar sem saber como estudar e desistir de estudar é a tragédia do bom estudante. E a tragédia maior é que isso acontece todos os dias, em todas as escolas, em quase todas as salas de aula e em quase todas as mesas de estudo.

72 visualizações0 comentário