• Tiago Rodrigues Benedetti

Qual é o seu perfil de estudo?



Quando faço atendimento e treinamento de estudantes, sempre começo identificando qual o perfil de estudo do estudante, uma vez que a consciência sobre este perfil determina TUDO sobre as rotinas e os métodos de estudo. Um estudante que tem consciência sobre quem ele é e sobre o que ele tem que fazer acaba por se tornar um estudante melhor. Quanto mais consciente, mais eficiente. Portanto, o primeiro passo é determinar qual é o perfil de estudo do estudante. Quais são os perfis?


  1. Estudo PREPARATÓRIO

  2. Estudo ACADÊMICO

  3. Estudo de CRESCIMENTO


O estudante que se encaixa no perfil de ESTUDO PREPARATÓRIO normalmente tem como objetivo se preparar para provas, exames e processos seletivos em geral – vestibulares, ENEM, concursos públicos e exames de proficiência e avaliação seriada. Ou seja, o ponto chave aqui é que o estudo preparatório tem como alvo o RENDIMENTO do estudante em provas. Mais ainda, este rendimento vem acompanhado de um processo de competitividade, uma vez que os estudantes desse perfil estão se preparando para provas seletivas com reduzido número de vagas. A título de exemplo, um estudante que se prepara para o vestibular representa o perfil de estudo preparatório.


Como estudar dentro desse perfil? Neste modelo de estudo, o alvo são provas, então o estudante deve acima de tudo estudar resolvendo questões da sua prova-alvo. Aqui o tempo é valioso, geralmente o estudante tem pouco tempo para lidar com editais, por isso, o tempo de estudo deve ser distribuído sempre entre (A) estudo, (B) resolução de exercícios, (C) revisão por exercícios e (D) simulados da prova. Dentro dessa distribuição, o ideal é ‘estudar menos’ e ‘resolver mais’, sempre tirando proveito máximo das questões resolvidas. Uma ferramenta imprescindível para esse perfil de estudo é o checklist de disciplinas e conteúdos a partir do edital do processo seletivo.


O estudante que se encaixa no perfil de ESTUDO ACADÊMICO tem como cenário o estudo dentro de uma instituição formal de ensino – escola, faculdade e cursos diversos que vão desde o Ensino Fundamental até a pós-graduação. O objetivo do estudante neste contexto tem mais relação com o processo de construção de conhecimentos formais e aquisição de certificações como a conclusão do ensino médio ou a graduação no ensino superior, por exemplo. Apesar das provas, notas e trabalhos, o alvo do estudante não é necessariamente o rendimento em provas, mas em aquisição de conhecimentos úteis para se completar uma grade curricular e passar por estágios ou séries. A título de exemplo, um acadêmico que está se graduando em um curso de ensino superior representa o perfil de estudo acadêmico.


Como estudar dentro desse perfil? Neste modelo de estudo o alvo é o conhecimento formal acadêmico oferecido pela instituição e corpo docente, sendo assim, o ponto crucial é manter uma rotina de ‘aula dada, aula estudada’ em que o os conteúdos são apresentados geralmente na forma de aulas e, depois, consolidados pelo estudante em diversas sessões de estudo. Aqui o ponto chave é a leitura mais atenta de livros, revistas, artigos e apostilas que apresentem os conteúdos. Da leitura, é essencial trabalhar com bons registros na forma de mapas mentais, resumos e cadernos. Vale também usar questões, mas este não é o alvo – estudos de caso, situações problemas e resolução de problemas reais são mais úteis aqui.


Por fim, o estudante que se encaixa no perfil de ESTUDO DE CRESCIMENTO tem como contexto o estudo de temas e disciplinas de interesse puramente pessoal, geralmente vinculado a crescimento profissional e desenvolvimento humano. O contexto de crescimento aqui se refere ao fato de que este estudante não estuda porque precisa cumprir conteúdos de um edital ou de uma grade curricular. Neste caso, o interesse é adquirir conhecimentos úteis e geralmente práticos para desenvolver habilidades novas ou melhorar ainda mais as competências e habilidades nas quais o estudante já tem certa proficiência. Isso é válido para a diferenciação profissional, acadêmica e também preparatória. A título de exemplo, um advogado que estuda psicologia e inteligência emocional para melhorar sua oratória e persuasão representa o estudo de crescimento.


Como estudar dentro desse perfil? Neste modelo de estudo o interesse do estudante serve como um ponto de motivação intrínseca que o fará estudar sempre que for oportuno. O ideal aqui é criar um método de registro para consulta e aplicação do que se estudou – fichamento pode ser muito útil se acompanhado de anotações em cadernos, slides e aplicativos. Como não há um recurso formal de guia de estudo – um currículo a seguir ou um edital a vencer – o estudante pode se perder em meios as leituras e aproveitar menos o que já leu, por isso, é importante catalogar leituras, anotações e até produzir material por meio de postagens em redes sociais e blogs. Estes recursos ajudam na organização e na retomada de tópicos já estudados e assimilados.



E agora, quem é você? Perceba que de modo geral, um estudante pode ter um perfil mais evidente, mas nem por isso limitado a um aspecto apenas. Por exemplo, um estudante de cursinho pré-vestibular segue um roteiro de estudo acadêmico definido por um cronograma de aulas formais, mas quando estuda utiliza métodos e estratégias de estudo preparatório e, no tempo vago, estuda nutrição cognitiva para render melhor nos estudos, acrescentando e crescendo seu repertório pessoal de conteúdos, embora o assunto ‘nutrição cognitiva’ não seja necessariamente um assunto que vá aparecer na prova do vestibular. Nesse caso, este aluno de cursinho pega mais pesado no estudo PREPARATÓRIO, mas também está inserido no contexto do estudo ACADÊMICO e utiliza algumas coisas do estudo de CRESCIMENTO.


Então, reformulando a pergunta, em qual perfil você passa a maior parte do seu tempo? De que forma você conscientemente estuda dentro desse perfil, a fim de tirar mais proveito do seu tempo de estudo?

58 visualizações

VOCÊ SABE ESTUDAR?

Aprender a estudar deveria ser uma das MATÉRIAS mais importantes das instituições de ensino, afinal, do que adianta estudar muito se você estuda do jeito errado? Essa lacuna na educação formal tem criado gerações de estudantes que não sabem estudarE é por isso que estamos aqui.

  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza

Capacitação para estudantes

Profissionalização do ofício do estudo

Conscientização em autonomia de aprendizagem

Inovação em educação

Treinamento em metodologias de estudo e estratégias de aprendizagem

Neurociência aplicada ao contexto acadêmico

Brain-Based Learning como instrumentalização em aprendizagem

- - -

APRENDA MAIS | TIAGO BENEDETTI

Email contato@cursoaprendamais.com.br

Telefone (68) 99949-2768 (WhatsApp)

Rio Branco | Acre | Brasil | 2020