• Tiago Rodrigues Benedetti

Simplificando a complexidade


No Ensino Superior as coisas ganham um ar de complexidade e aprofundamento. E isso pode complicar a vida de quem chega à graduação com lacunas de aprendizagem do Ensino Fundamental e Médio. Muitas vezes uma informação complexa nos parece complexa porque faltam algumas informações (ou strings) que compõe um conhecimento dentro da nossa arquitetura cognitiva. A questão é como descomplicar o que é complicado?


Minha resposta seria o retorno às bases - simplificando a complexidade. Para que você entenda o que eu quero dizer, recomendo que leia o texto a seguir retirado da internet. Ele ilustra perfeitamente a premissa do que é simplificar o complexo. No final desse texto a gente volta a conversar, tudo bem?



O aluno do doutorado

O dissacarídeo de fórmula C12H22O11, obtido através da fervura e da evaporação de H2O do líquido resultante da prensagem do caule da gramínea Saccharus officinarum, (Linneu, 1759) isento de qualquer outro tipo de processamento suplementar que elimine suas impurezas, quando apresentado sob a forma geométrica de sólidos de reduzidas dimensões e arestas retilíneas, configurando pirâmides truncadas de base oblonga e pequena altura, uma vez submetido a um toque no órgão do paladar de quem se disponha a um teste organoléptico, impressiona favoravelmente as papilas gustativas, sugerindo impressão sensorial equivalente provocada pelo mesmo dissacarídeo em estado bruto, que ocorre no líquido nutritivo da alta viscosidade, produzido nos órgãos especiais existentes na Apis mellifera (Linneu, 1759). No entanto, é possível comprovar experimentalmente que esse dissacarídeo, no estado físico-químico descrito e apresentado sob aquela forma geométrica, apresenta considerável resistência a modificar apreciavelmente suas dimensões quando submetido a tensões mecânicas de compressão ao longo do seu eixo em conseqüência da pequena capacidade de deformação que lhe é peculiar.


O aluno do mestrado

A sacarose extraída da cana de açúcar, que ainda não tenha passado pelo processo de purificação e refino, apresentando-se sob a forma de pequenos sólidos tronco-piramidais de base retangular, impressiona agradavelmente o paladar, lembrando a sensação provocada pela mesma sacarose produzida pelas abelhas em um peculiar líquido espesso e nutritivo. Entretanto, não altera suas dimensões lineares ou suas proporções quando submetida a uma tensão axial em conseqüência da aplicação de compressões equivalentes e opostas.


O aluno da graduação

O açúcar, quando ainda não submetido à refinação e, apresentando-se em blocos sólidos de pequenas dimensões e forma tronco-piramidal, tem sabor deleitável da secreção alimentar das abelhas; todavia não muda suas proporções quando sujeito à compressão.


O aluno do ensino médio

Açúcar não refinado, sob a forma de pequenos blocos, tem o sabor agradável do mel, porém não muda de forma quando pressionado.


O aluno do ensino fundamental

Açúcar mascavo em tijolinhos tem o sabor adocicado, mas não é macio ou flexível.


Na sabedoria popular

Rapadura é doce, mas não é mole, não!



Entendeu o que significa simplificar a complexidade? O ponto aqui é o seguinte - um assunto complexo é, na verdade, simples, se visto de forma simplista. E quando você se depara com algo muito complexo é importante tentar analisar este assunto por um viés mais fácil. O movimento aqui é basicamente buscar as bases daquele conhecimento, na sua forma mais elementar e essencial e dominar isso. E aí, aos poucos, ir adicionando complexidade dentro de uma linha e de um nível que você consiga acompanhar. Para descomplicar você pega o complexo e busca o simples dele. Daí você domina o simples e volta para o complexo.


O problema é que muita gente não consegue enxergar este movimento e insiste de cara no complexo que acaba ficando complicado. É preciso desconstruir o difícil em pequenas partes fáceis, para daí reconstruir tudo de novo. Quer um exemplo? Basta fazer a releitura do texto sobre a rapadura, mas agora começando do simples... leia de baixo para cima e veja a diferença. Use esse formato, esse movimento, para descomplicar o complicado!

34 visualizações

VOCÊ SABE ESTUDAR?

Aprender a estudar deveria ser uma das MATÉRIAS mais importantes das instituições de ensino, afinal, do que adianta estudar muito se você estuda do jeito errado? Essa lacuna na educação formal tem criado gerações de estudantes que não sabem estudarE é por isso que estamos aqui.

  • Instagram - Cinza Círculo
  • YouTube - círculo cinza
  • Facebook - círculo cinza

Capacitação para estudantes

Profissionalização do ofício do estudo

Conscientização em autonomia de aprendizagem

Inovação em educação

Treinamento em metodologias de estudo e estratégias de aprendizagem

Neurociência aplicada ao contexto acadêmico

Brain-Based Learning como instrumentalização em aprendizagem

- - -

APRENDA MAIS | TIAGO BENEDETTI

Email contato@cursoaprendamais.com.br

Telefone (68) 99949-2768 (WhatsApp)

Rio Branco | Acre | Brasil | 2020